Páginas

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

O nascimento

Estava eu num calor de uns 38º, em pleno fevereiro e de 40 semanas de gestação. Toda inchada mas ainda no maior pique, a ansiedade era grande! Me lembro muito bem, foi no dia 09/02/2010. Pra acalmar a ansiedade toda e parar de arrumar a bolsa que levaria para a maternidade pela quinquagésima vez achei que minha casa precisava de uma faxininha básica pois eu imaginava que nos dias seguintes iria receber muitas visitas. Foi o que fiz. Faxinei minha casa com uma barriguinha de 40 semanas e pézinhos onde não cabiam nem uma havaiana sequer. Não contente ainda depois da faxinação depilei minhas perninhas (quer coisa mais difícil do que com um barrigão depilar as pernas?), pois bem fiz, não sei como mas fiz!


Minha mãe estava comigo naqueles dias pois o bebê poderia nascer a qualquer momento e ela veio pra me dar uma mão (que eu quase não deixava, oh como sou teimosa!). E o melhor que além da mãozona que ela me deu me fez muito mais, me fez companhia. Eu estava ansiosíssima, não conseguia dormir direito e nem pensar em outra coisa que não fosse o nascimento do meu baby.

E na noite do dia 09/10 chegou meu marido do trabalho, as coisas já estavam todas em ordem, a mala mais que arrumada, a casa limpa. Jantamos e ainda me lembro que minha mãe preparou carne de porco (que eu amo) e me disse pra comer pois teria que ficar um bom tempo sem comer depois. Comi um montão!! Que delícia! Ainda bem que jantei bem! Fomos nos deitar e ficar na frente do ventilador pra acalmar o calor e meu marido simplesmente virou pra mim e me disse que iria dormir bem cedo naquele dia pois o bebê iria nascer... :-o

Eu pra variar sem sono por conta da enorme ansiedade não conseguia dormir mas nem demorou muito e senti que estava molhada. Pensei comigo que eu estava com a bexiga apertada mas nem tanto a ponto de fazer xixi na cama e quando me levantei pra ir ao banheiro saiu um montão de líquido. Comecei a rir sem parar, alegria imensa!!! Chamei meu marido com calma e ele deu um pulo levantando da cama e sem mesmo deixar eu dizer ele já foi me atropelando com as palavras dizendo "ele vai nascer né?" respondi "sim, minha bolsa rompeu".

Ele desesperado queria me levar daquele jeito pro hospital e eu disse que não, eu estava toda molhada, eu iria tomar um banho primeiro e depois iríamos. Eu estava muito calma (as contrações ainda não tinham começado, né bonita?). Estávamos a caminho mas ainda perto de casa e perguntei ao marido:
_Amor, você pegou a câmera fotográfica?
_Não amor, esqueci.
_Eu também não peguei.
_Ah, então deixa né?
_Não. De jeito nenhum. Pode voltar e pegar, não vou parir meu filho sem tirar umas fotos.
_Eu não acredito que você vai fazer eu voltar...
_Sim pode voltar, não quero saber
_Mas você precisa ir logo pro hospital...
_Calma, dá tempo, pode voltar que ta tranquilo!

E voltamos, depois de pegar a câmera aí sim fomos pro hospital e eu com um sorriso que nem cabia no meu rosto.
Demos entrada no hospital e fui levada de cadeira de rodas e ainda eu disse pra enfermeira: Pra que isso? Eu posso andar! e ela respondeu que tinha que me levar de cadeira de rodas... bem...
Fui examinada pela primeira vez. A enfermeira quase me matou com o toque e ainda pra me dizer que eu estava sem nadinha de dilatação. E como eu ainda estava com o sorrisão no rosto ela me disse que eu iria tirar de letra.

Bem, meu GO chegou um tempo depois, me examinou e ainda nadinha de dilatação. Ele me disse que iria pra casa descansar mas estaria me acompanhando. E fiquei la, ainda deixaram meu marido ficar comigo por não haver mais mulheres em TP naquela noite. Mas nem demorou muito e a dor começou a pegar. Pegou 1, pegou 2, pegou 3, pegou 10 vezes. Tive meu primeiro enjôo. O sorriso no rosto já não fazia parte de mim mais. Continuou pegando aquela imensa dor. Tive minha primeira dor de barriga. E a noite continuou assim, dores, enjôos, dores de barriga e toques... affs, pra que tantos toques e pra que me matar com cada toque?? A cada contração eu quase quebrava um dedo da mão do meu marido, ele me filmando ainda, eu estava tão atordoada com tamanha dor que nem me importava com nada.

Eram mais de 5 da manhã quando o médico chegou me examinando. Fiquei tão feliz e aliviada quando vi ele pois estava pensando que meu filho ia nascer e ele não estaria ali pra "fazer" meu parto. Quando ele terminou de me examinar ele me disse que eu estava com menos de 2cm de dilatação. Aiii eu desmoronei, me senti derrotada. Ele me disse que eu estava bem, que o bebê estava bem e como eu queria um PN restava somente esperar mas ele já me adiantou que iria demorar muito, pelo menos 24 hrs. Na hora disse a ele que queria uma cesárea, não aguentaria mais tanta dor por tanto tempo, tudo o que eu queria era uma anestesia pra não sentir mais nenhuma contração.

Mas senti, senti umas 3 ainda antes de ser anestesiada. Fui sondada, anestesiada, fui tudo de ruim que eu não planejava que faria. E fomos lá... a equipe, eu, meu marido e a câmera, claro! E às 6:05 da manhã ele nasceu. Lindo, grande, forte, saudável e perfeito!

Só teve o primeiro contato ali, ficando no meu peito uns 2 minutinhos e o tempo de tirarmos uma foto juntos. Mas já o levaram pra longe de mim, fui pro pós-operatório e ele pro berçário. Fui sair de lá mais de 12:00hs desesperada pra ver com calma minha cria.

Fomos pro quarto. Eu cheia de dores, acessos e sonda. Só conseguia amamentar do lado esquerdo por conta do acesso que estava no meu braço direito e acabou machucando meu seio. Mal conseguia levantar da cama devido ao tamanho do "zíper" que acharam que eu tinha na barriga e ainda não podia ficar nenhum acompanhante no meio da noite. Estávamos em 3 puérperas e nos ajudavamos entre nós.

Saí de lá 3 dias depois. Feliz da vida e cheia de dores, sem nem conseguir ficar ereta, fiquei mais de 1 semana curvada. Mas estava radiante de felicidade! Vim pra casa aprender ser mãe.

Resumindo a história toda, eu quis desde o início um PN mas no fim das contas não aguentei, não fui forte o bastante e me arrependo muito. Queria muito ter uma história bonita pra contar, o que tenho é a experiência de que cesárea não é nada bom. O que tenho a fazer é agradecer a Deus pela gestação maravilhosa que tive, e o parto também sem complicações apesar dos apesares...

O dia em que ele chegou:

 No dia 10/02/2010 com 52,5cm e 3.960kg


Sensação inexplicavelmente maravilhosa! Eu não estava acreditando que tudo aquilo era de verdade que estava acontecendo, parecia um sonho! Era difícil conseguir acreditar que você era só meu, que tinha saído de dentro de mim. Seu pai ficou todo bobo, nasceu também um paizão de dar orgulho. Você já fez sucesso na maternidade. Foi o bebê maior e mais lindo que havia lá. Você já nasceu nos surpreendendo com seu tamanho, sua beleza. Somos muito gratos a Deus por você estar aqui conosco. Obrigada por você existir!

Essas foram as palavras escritas por mim alguns dias depois...

Tenho certeza que na próxima vez vou ter uma linda história de parto pra contar!

beijos

7 comentários:

Ana Campos disse...

Que lindo...me emocionei de verdade...me lembro da Sofis nascendo tb...quanta felicidade né...

bjs...Arthur tá lindo demais!!


- Futura mãmã !
disse...

Oi querida...amei o post...simplesmente.... ameii...
adorei ver a fotinho dele que grande homenzinho e lindo mesmoo! Parabens...

beijinhoo

Li disse...

Ariane,

A sua história já é bonita!
Claro que você deve fazer o que seu coração mandar, mas o fato de você ter optado por uma cesárea e não por um PN no final, não quer dizer que você seja fraca, só você sabe o que você estava sentindo naquele momento!!!
Seu parto foi lindo, é uma história linda!!!

Parabéns!!!

Beijos!

Lívia.

Ilana disse...

Ariane, vim aqui retribuir sua visita e seu comentário carinhoso, e dei de cara com esse relato de parto... Que a sorte a minha, né?
Um filho nascendo é a coisa mais linda do mundo. E do jeito que vc contou dá pra sentir que ele foi muito bem recebido, com todo o amor que merece. E isso é muito, mas muito mais bonito e importante que ele ter nascido de PN ou cesárea.
Um beijo!

Renata Lopes Costa disse...

Menina...que bebezão!! Enormeee!! Lindo!! Parabéns!!

O dia do nascimento é maravilhoso mesmo...sem explicações!

Beijoss...

Renata disse...

Apesar de tudo sua história é linda sim viu, não é pelo fato de não ter feito PN que não seria!!
O importante é que deu tudo certo e seu filho tai, Lindo e saudavél :)

Sabrina Bulgarelli disse...

Oie td bem??
Seu filho é lindo mais vc me deixou com medo de fazer cesária e das dores do parto normal..
Estou grávida de 7 meses e meio e estou numa angústia terrivel de como a minha filha irá nascer.
Dá uma olhada no meu Blog!

Beijos..

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...