Páginas

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

1 mês sem ela

Hoje faz 1 mês que ela se foi, mãe querida que deixou muitas saudades, deixou um vazio, muitas lembranças boas, uma pessoa sem dúvidas, inesquecível.

Quantas vezes não te culpei por algo em que somente eu era responsável, quantas vezes briguei com você porque queria que fosse diferente. Mãe querida, diferente sou eu, não tenho toda sua bondade, não tenho todo seu carisma, não tenho toda sua paciência. Culpada sou eu, por não te ouvir na maioria das vezes, por fazer errado para poder aprender. Se todos os filhos tivessem uma mãe como a senhora foi pra mim e estes ouvissem suas mães, teríamos pessoas muito boas nesse mundo.

Hoje mais uma vez estou em lágrimas, lágrimas da tristeza de sua falta, lágrimas da saudade que vai ficar para sempre, lágrimas da dor do nunca mais. A estranheza em você não estar aqui no meio de nós é muita. Já ficamos mais de 1 mês sem nos vermos mas eu sabia que você estava lá, estava bem, estava feliz. Agora nesse mês que passou a dor continua aqui dentro de mim mas sei que a sua dor se foi e fico mais confortada em pensar assim. Não seria justo, definitivamente, uma pessoa como a senhora viver sofrendo aqui por egoísmo nosso. Deus quis assim e assim foi.

Hoje me arrependo de muita coisa, gostaria de ter sido um pouco mais presente, de levar seu amado neto mais vezes pra junto de você e como não tenho mais como voltar atrás, vou fazer diferente daqui em diante. Onde a senhora estiver, vai se orgulhar de mim, de nós!



Essa foi nossa última foto juntas. Ela já cansada, abatida, sem a sua vaidade de sempre... Foi nossa despedida. Uma linda despedida!

Nunca vou me esquecer de que sempre tive um bloqueio em dizer a ela o tamanho do meu amor. No último dia em que a visitei no hospital fiz muitos carinhos e na despedida dei um beijo demorado na testa e disse a ela que a amava e que estavámos todos ansiosos e esperando por ela...

Mãe querida, como sinto sua falta! Te amo!


5 comentários:

Futura mãmã disse...

Ah querida eu tava lendo isso e a ver-me nesse aspecto ainda bem pior que voce .. e entre mim e minha mae rs
Vai ver que essa dor com o tempo apazigua. bj

Ana Claudia disse...

Amiga...deve ser muito difícil mesmo, a saudade e a dor da despedida definitiva devem realmente causar um enorme sofrimento.

Mais uma vez chorei lendo seu texto e tentando imaginar o tamanho da sua dor...a mim, como amiga, só resta o meu mais sincero sentimento e o meu abraço...

bj

Renata Lopes Costa disse...

Pensar no que poderíamos ter feito melhor, só causa mais sofrimento...não faça isso com vc. esteja certa que vc foi a melhor filha pra ela...que mãe vê defeitos em um filho?

Tenha fé! Coragem! Que a saudade vai se transformar em algo bonito dentro de vc!

Fiquem com Deus!

Dayane disse...

Que o Senhor te conforte, Ari. Que Ele transforme essa dor em uma saudade boa. E que você mantenha somente os momentos felizes na memória.
Um abraço!

. disse...

Oi Ariane,eu entendo a tamanha dor que você está sentindo em 2008 eu perdi a minha Mãe também,filha unica,com 18 anos,fiquei sem rumo e desorientada por um bom tempo.
Até hoje continuo pensando que tudo poderia ser diferente também,que eu poderia ter estado assim como você mais presente etc... etc...Tantos arrependimentos.

Más fica a lição para que nós melhoremos nossas relações de afeto com as pessoas que amamos por que depois pode ser tarde demais.

E depois de alguns anos você começa a entender melhor e enxergar que Deus quis assim que tudo tem um proposito, e a dor começa a amenizar menos a saudade,ela minha amiga aumenta a cada dia que passa.

Que deus te proteja e te de um bom discernimento.
Bjs!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...