Páginas

domingo, 6 de novembro de 2011

Viagens maternas

Ontem foi o festerê de 3 anos do Ishtar Sorocaba. Parabéns Ishtar! Fomos lá parabenizar as lindas Carla e Letícia pelo belíssimo trabalho e dedicação. Parabéns mesmo meninas, vocês são lindas!

E estávamos la onde muitas mulheres conversavam sobre filhos, gravidez e tals, maridos acabaram se enturmando e acharam um cantinho pra bater papo e meu querido filhote só queria saber de ficar brincando onde estava mais quente. Fiquei junto, com aquela vontade de bater papo com a mulherada mas fiquei por ali só observando minha cria brincar.

E numa das minhas viagens maternísticas comecei a pensar em tudo. Olhando pra ele comecei a pensar no tamanho da minha responsabilidade. Vocês já pararam pra pensar nisso? Eu até já tinha mas não tão profundamente assim. Pensei que o meu trabalho é muito grande e importante. Ter total responsabilidade sobre uma pessoinha, ter que ensinar tudo o que é certo e errado, tudo o que é bom e ruim, tudo o que pode e o que não pode. É responsa pra caramba, minha gente!

Aí nessa minha viagem me veio uma alegria grande. Tive mais uma vez a certeza de que estamos no caminho certo. No mês passado foi lançado o livro Tapa na bunda, nem lembro o nome da autora, nem quero lembrar pra não divulgar mesmo. Achei de péssimo gosto lançarem um livro assim titulado. Esse livro fez um alvoroço entre a mulherada do grupo de mães do qual participo. Algumas totalmente contra, algumas meio defendendo... enfim cada uma com sua opinião e seu jeito de criar os filhos. Eu sou da galera do contra. Não posso dizer que nunca farei isso, nunca fiz até agora (mesmo querendo muito), mas desde sempre achei que um tapa não iria resolver nada, ao contrário, só agravar a situação. Mas não posso dizer que nunca farei, pode ser que um dia algo me tire do controle e eu faça isso. Não quero que isso aconteça, sei que vou me arrepender muito, acho que não é um bom caminho.

Voltando à minha viagem... eu estava la olhando meu filhote brincar e pensando em tudo isso. Fiquei bem feliz! Ele já melhorou tanto. Não bate mais, não briga mais, e mesmo estando longe da escolinha e sem contato direto com crianças ele está super sociável. Claro que é muito cedo ainda, afinal ele tem quase 1a9m, mas foi bem significativa a melhora dele. Estou enxergando meu pequeno como uma criança já, bebê aqui já era. Ele ainda tem seus momentos e está um pouquinho na fase do "é meu" mas mesmo assim se alguma criança vem e quer o que ele chama de dele não tem briga, só uma resistenciazinha ao entregar o brinquedo. Mas ele é da paz, tranquilo, logo ele esquece e parte pra outro brinquedo.

Aí quando vejo que ele é um menino bom, tranquilo fico toda derretida e orgulhosa. Ai como sou babona! Espero ter sabedoria para continuar essa saga de educação e aprendizado (porque a gente aprende muito com esses piticos não é mesmo?).

Vou parar por aqui porque estou ainda toda melosa e ninguém quer ler um post sobre a mãe babando no filho né? rs


"...Porque metade de mim é amor, e a outra também..."

Beijos e uma ótima semana a todas!

7 comentários:

Ana Campos disse...

...e põe responsabilidade nisso né amiga!
Acho muito bonito o seu jeito de ser mãe, admiro mesmo...
Eu confesso que mil vezes me vejo perdida em certas situações...acho difícil demais educar e nunca perder a paciência...mas vou tentando acertar sempre, mesmo errando algumas vezes...

Bjs

Ivna Pinna disse...

Amiga, é muita responsábilidade mesmo!!! Cada ação nossa, é uma reação neles! Eu acho super difícil educar, mas com nosso jeitinho a gente vai ensinando, aprendendo e tirando de letra!(mesmo qndo eles tiram nossa paciencia!hahahaha)

Beijos

Renata Lopes Costa disse...

Educar requer paciência e amor. Não é fácil ser responsável pela criação de alguém, mas com nosso instinto percebemos a melhor maneira de conduzí-los. A cada dia nos redescobrimos! Afinal, eles são tudo de bommmmmmm!

Boa semana pra vcs!

Dayane disse...

Muita responsabilidade mesmo! Eu tava agorinha pensando nisso... nós criamos seres-humanos! Não existe responsabilidade maior.
Beijos

Carla Arruda disse...

Ariane,
Seu pequeno é reflexo de todo seu empenho e amor... e quando se está ssim, entrrgue, eles passam apenas por fases que achamos "ruins", aprendem e mostram como são bons.
Fico muito feliz por vc estar perto de nós!
Beijos

Futura mãmã disse...

Rs como e bom ve-los passar todas essas fases ne miga ...

beijo

Ana Campos disse...

Obrigada pelo carinho e dicas lá no blog...vou aparecer mesmo, ligar...é sempre bom ter com quem dividir as dores e as delicias dessa nossa vida de mulher e de mãe...

beijinhos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...