Páginas

sexta-feira, 13 de abril de 2012

Medos

Arthur desde que nasceu é assustado. Quando era novinho os barulhos, qualquer barulho um pouco mais alto que o normal o fazia acordar, ou mesmo se assustar e chorar. Então por isso aqui em casa sempre foi um silêncio absoluto. O que não me ajuda é onde eu moro, não sei porque mas vem barulho de todos os lados, de vários vizinhos, de carros, de motos, de tudo! E olha que moro numa rua sem saída ein!

Ele foi crescendo e nada de melhorar aí aprendi a colocar a TV como som de fundo, assim ele não acordava tão facilmente. Ajudou muito! Como ele ainda era pequeno não tinha problemas porque ele não ia assistir. Aí foi crescendo mais e mais e passei a perceber o interesse maior pela tv, então era hora de mudar. Passei a fechar tudo em casa, tudo mesmo! Diminuía o som mas ainda assim ele acordava com barulhos de vozes de vizinhos, de crianças brincando em frente casa ou dos carros super barulhendo que resolviam parar aqui bem na hora que ele estava dormindo.

O jeito era cantar. Cantava, cantava pra ele aí ele dormia mas eu não podia sair do lado dele porque se ele acordasse assustado eu ao menos estava ali para garantir a ele que não precisava ter medo, que ele estava seguro. E foi funcionando. Com isso ele tem muita necessidade de estar junto de mim quando está dormindo.

Agora bem maiorzinho ainda continua, um pouco menos sensível a barulhos mas continua. Ele tem pavor de aviões. Acho que mudou a rota dos aviões aqui na cidade e passam o dia todo por aqui e fazem bastante barulho principalmente quando passam mais baixinho. O medo dele é muito grande dos aviões, ele sai correndo, chora, fica até tremendo se eu não estou por perto.

Fora esse medo dos barulhos, ele não entra em 1 cômodo da casa sem eu estar junto. Se entra é muito rápido pra pegar alguma coisa e sai correndo.

Ele é super confiante em muitas coisas, mas estas não sei o por que dele ser assim. Ja levei pra benzer, rezei muito, ja mostrei que não é nada e nada adiantou...

Alguém aí tem um pitaquinho bom pra me dar?

Beijos

5 comentários:

Li disse...

Ai, é difícil quando ele têm medo, né?
O henrique tinha muitos pesadelos de bebê e a partir de um aninho os medos começaram... medo de bichos de pelúcia, medo de bonecos, de bichinhos que fazem sons... etc... às vezes é difícil administrar esses medinhos, mas eu acho que aos poucos isso tudo vai passando...

Beijos!!!

Lívia.

Ana Claudia disse...

Bem, não sei se estou certa, mais a melhor maneira é conversar mesmo e explicar que não é preciso ter medo ...saia na rua quando o avião passar, mostre para ele, diga que é bonito...quem sabe ajuda?!!!

Boa sorte com o Tutu fofo...esperamos vcs no domingo!

bj

Dayane disse...

Nem posso pitacar, Leah não tem medo de nada. Acho ela corajosa até demais. Acho que com o tempo ele vai perdendo o medo, continua perto dela nessas horas pra que ele se sinta seguro e logo ele deve perceber que não tem porque ter medo.
Beijos

Carla Arruda disse...

Cada criança tem um ponto fraco, outro forte, uma segurança e outra insegurança... fácil seria se precisássemos só reforçar o que é bom.
Por aqui os medos são outros e tenho dificuldade em ver Henrique frustado com suas limitações... nao sei bem como te aconselhar...
BJO

Ana Claudia disse...

Fizeram muita falta na festinha da Sofis...depois coloco as fotos lá n face!!!

bj

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...